A Química vista por... Rubina Gouveia*



A Química é a ciência que estuda a matéria e as suas transformações; o modo como a encaramos, controlamos e gerimos. A Química está presente no nosso quotidiano e à medida que a tecnologia evolui, surge também a necessidade de pedir emprestado à Química os seus conhecimentos, levando ela própria a superar-se. Seja na área alimentar, médico-farmacológica, tecnológica ou ambiental, é inegável que a Química foi tornando a vida mais facilitada, prazerosa e cómoda. São as interacções químicas que provocam o surgimento de materiais novos; é o estudo da bioquímica que proporciona um melhor conhecimento do corpo humano.
É preciso desmistificar a ideia de que apenas tudo o que é natural é bom: o que sucede é que muitas vezes a utilização dada à Química e a falta de boas práticas compromete a sua vertente positiva. É notória a ignorância cultural que rodeia a Química, o que contribui para a sua imagem negativa, recorrentemente associada com aquilo que é nefasto, tóxico e prejudicial.
Mais: muitas vezes são os próprios estudos químicos que permitem detectar o quão nocivo certas substâncias são, muitas delas até mesmo naturais.

A Química vista por... David Nunes*


Entende-se por Química a ciência que estuda a composição, estrutura, propriedades da matéria, as mudanças sofridas por ela durante reações químicas e a sua relação com a energia. A química pode ser então agrupada como base em cinco vertentes da seguinte forma: a Química Inorgânica (que estuda a matéria inorgânica), a Química Orgânica (que estuda os compostos de carbono), a Bioquímica (que estuda a composição e reações químicas de substâncias presentes em organismos biológicos), a Físico-Química (que compreende os aspetos energéticos dos sistemas químicos em escalas macroscópicas, molecular e atômica) e a Química Analítica (que analisa materiais e ajuda a compreender a sua composição, estrutura e quantidade).
Neste sentido, esta é uma ciência fundamental para o desenvolvimento da nossa sociedade e também para atingirmos um caminho cada vez mais sustentável, e por seu turno para uma melhor qualidade de vida, estando intimamente presente em tudo o que está em nosso redor. Assim, permite perceber e explicar as transformações e interrogações que ocorrem tanto no nosso corpo como à nossa volta, já que todos os seres são constituídos por compostos químicos, que continuamente estão sujeitos a alterações químicas. É, então, a Química que nos proporcionam um conhecimento inigualável para satisfazer as necessidades nomeadamente na saúde, ambiente, agricultura, alimentação, novos materiais, entre outras.


A Química vista por... Ana Brito*

http://www.quimica.com.br/pquimica/farmacia-e-biotecnologia/cphi-south-america-2011-participacao-asiatica-domina-a-exposicao/

Assistimos a um crescente aumento do interesse pela preservação do meio ambiente e preocupamo-nos com a escolha de comportamentos adequados. Sabemos que não é possível continuar a retirar da natureza, e a agredi-la simultaneamente.
A Química tem sido entendida como mais uma fonte de poluição ambiental. Mas na verdade a Química é uma presença constante nas nossas vidas, e para além de ser o “remédio” para inúmeras questões de saúde e a solução para muitos problemas - sem ela não existiria vida.
A maioria das pessoas associa a refinação do petróleo e a química pesada de produção de polímeros, tintas, resinas, fertilizantes e outros com um forte impacto ambiental, gerador de quantidades enormes de resíduos, muitos deles tóxicos. Mas importa salientar que na indústria farmacêutica por cada quilo de produto farmacêutico, são produzidas 25 a 100 kg (ou mais) de resíduos. Na indústria química pesada, a geração de resíduos é consideravelmente menor: um a cinco quilos de resíduos por quilo de composto produzido. Verifica-se então um elevado impacto ambiental.

A química vista por... Inês Rodrigues*



http://www.leme.pt/biografias/pasteur/
Os primeiros anos de estudo de um curso de Biologia são compostos pelas ciências elementares à vida, entre as quais se encontra a Química, e dentro desta a Química Orgânica, Inorgânica e a Bioquímica. Por isto, todos os biólogos sabem que sem Química não existe vida. É nas reacções que ocorrem entre as espécies químicas que se encontra a chave do funcionamento do mundo como o conhecemos.
Mas a Química tem uma particularidade fundamental: pode ser repetida pelos seres humanos, e amplamente manipulada para criar novas substâncias, que naturalmente nunca chegariam a existir.
Esta característica permite um desenvolvimento sem limites, aparte dos ditados pela ética.
Digamos que, sem a Química a população humana não teria chegado às proporções actuais - ela acompanha e responde eficazmente ao aumento do ritmo do crescimento populacional: cria antibióticos e vacinas para aumentar a esperança média de vida e diminuir a mortalidade; desenvolve fertilizantes e adubos para aumentar o alimento disponível; descobre pesticidas, herbicidas e fungicidas para combater as pragas que se tentam alimentar desta produção destinada aos humanos; melhora as condições de higiene pela criação de detergentes; cria aditivos alimentares para prolongar, modificar ou melhorar o sabor dos alimentos que ingerimos; torna possível o aparecimento de veículos motorizados, telemóveis, televisões LCD, etc. Não podemos negar as vantagens que traz, em termos de sobrevivência e nível da qualidade de vida, mas quando analisamos o mundo como está hoje, pergunto-me se sabemos discernir o limite entre desenvolvimento sustentável e não sustentável. Nesta perspectiva, a aposta da Química deveria estar mais centrada em criar soluções mais ecológicas e principalmente eficazes na redução do impacto ambiental criado pelo ser humano e pelas suas actividades.